Prazo de validade e qualidade do ovo

 O ovo é um alimento de alto valor nutritivo.

  • Prazo de validade de ovos:

Sob refrigeração, ovos tem validade de até 60 dias a partir da data da postura. Sem refrigeração, a durabilidade varia – até dez dias no verão e no máximo quinze, no inverno. Como normalmente o prazo entre a postura e o consumo é superior, muitas vezes consumimos ovos vencidos (seg Souza, P.A. 2002 (*)).

 

Qualidade dos  ovos (seg. Oliveira, B.L. Univ. Fed. Lavras (**) 

Aspectos externos - 

  • Casca -  deve ser limpa, íntegra, portanto sem sujidades, trincas e ainda sem deformações. Grandes deformaçõs nas cascas prejudicam o visual e ainda indicam problemas sanitários nas poedeiras.

Aspectos internos

  • Clara - deve ser límpida, transparente, consistente, densa e alta, com pequena porção mais fluida. Com o tempo, vai ocorrendo a decomposição da clara, que se torna mais líquida e se espalha com facilidade. Estas modificações são mais intensas nos três primeiros dias, principalmente nas altas temperaturas do verão brasileiro.
  • Gema – A gema deve ser translúcida, consistente e centralizada no meio da clara. Gemas de ovos velhos são achatadas, flácidas, podendo ter manchas escuras. Neste caso sua membrana se rompe com facilidade deixando escorrer o conteúdo, prejudicando mais uma vez sua utilização. Note-se que a cor da gema reflete a alimentação (alimento verde e milho conferem em geral um amarelo mais escuro a gema). Atualmente muitas granjas comerciais adicionam corantes  a alimentação das poedeiras para garantir uma coloração adequado da gema.
  • Câmara de ar – A câmara de ar na extremidade maior dos ovos, pode ser vista internamente colocando-os contra a luz. É pequena em ovos frescos e muito grande em ovos mais velhos.
  • Odor e sabor – Ovos frescos devem ter sabor e odor característicos e agradáveis. Contudo, o ovo absorve odores e sabores de outros produtos armazenados no mesmo ambiente como vegetais, frutas, cebola e produtos químicos, o que deve ser evitado.
  • Manchas de sangue – A ocorrência de pequenas manchas de carne ou sangue na gema ou clara é um fato normal e não prejudica em nada o valor dos ovos, que podem ser consumidos normalmente.

Observações:

  • Lavagem dos ovos – É permitida a lavagem dos ovos na granja. Contudo, para ser benéfica deve ser realizada com água morna (38 a 46 graus centígrados) com supercloração ou desinfetantes e detergentes, geralmente a base de amônia quaternária e associações encontrados no comércio, alguns específicos para ovos. Fora dessas condições pode-se piorar a qualidade. É recomendável que ovos excessivamente sujos sejam descartados ou, se lavados, sejam comercializados separadamente para fins específicos.
  • Armazenamento – A permanência dos ovos na granja deve ser mínima, recomendando-se o máximo de três dias. O ambiente deverá ser fresco, se possível com temperatura entre 10 e 15 graus centígrados, e boa ventilação. O ambiente de depósito dos ovos não deve conter outros produtos especialmente aqueles com fortes odores.
  • Aplicação de óleo – A aplicação de óleo mineral ou parafina líquida nos ovos é recurso excelente para preservar a qualidade por mais tempo, mesmo fora de geladeira. Não é prática comum entre pequenos e médios avicultores contudo, basta aplicar uma esponja embebida em óleo mineral apenas na ponta grossa dos ovos e a qualidade interna será prolongada.

 

Aspectos sanitários –

  • O ovo é considerado uma fonte de infecção para a salmonelose. Nos casos em que a procedencia dos ovos não é conhecida ou ocntrolada deve-se evitar o consumo de ovos crus. (A salmonelose manifesta-se clinicamente por problemas gastro-intestinais de maior ou menor intensidade).
  • Segundo o FDA americano a partir de julho 2010 a grande maioria das granjas e comércio nos Estados Unidos da América comercializará ovos refrigerados. Estima-se que esta medida controlara quase 80.000 infecções/ano e 30 fatalidades/ano (***)’por salmonelose.
  • Em nosso país ainda não atingimos tal estágio e o produto chega aos pontos de venda à temperatura ambiente. Não obstante, todos são beneficiados se o ovo for adquirido no menor prazo possível após a postura, dentro do prazo de validade e sair do ponto de venda diretamente para a geladeira, mantendo-o na faixa de 0ºC a 4ºC. Mediante essa simples providência, estará o consumidor garantindo para si e sua família um produto saudável, nutritivo e saboroso, que poderá ser consumido com toda a segurança.

 

MITOS E SUPERSTIÇÕES:

Há quem diga que não se deve levar ovos a bordo de barcos ou em regatas – abaixo alguns comentários: 

- Se você tem um ovo cozido destrua completamente sua casca, uma vez que bruxas podem usá-la para velejar no mar, causando  tempestades que podem destruir navios.

- Um ovo podre fede muito e torna o ambiente insuportável

- Se o ovo flutua, é ruim – isto é verdade — Se voce quiser ter certeza que um ovo está bom, coloque-o numa tigela e cubra-o com água fria. Se ele ficar no fundo, de lado, o ovo está bom. Se ele se levantar no fundo, é um pouco mais velho, mas ainda é bom. Caso ele flutue, lance-o para longe, pois está estragado. – Obs – fazer este teste imediatamente antes do consumo.

 

Fontes:

(*) http://www.unesp.br/int_noticia_imgesq.php?artigo=1381

(**) http://www.portaldoagronegocio.com.br/conteudo.php?id=7666

 

About these ads

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: